sábado, 8 de outubro de 2011

SÍLVIA LEBLON

A atriz e diretora de teatro Sílvia Leblon atua em teatro, televisão, cinema e publicidade.

Depois de vários trabalhos na TV e no cinema, iniciou o estudo do clown no LUME – Núcleo de Pesquisas Teatrais da Unicamp, com Carlos Simioni e Ricardo Puccetti em 1995.

Estudou com Philippe Gaulier , Ângela de Castro , Sue Morrison , fez aulas com Cristiane Paoli Quito , Thierry Tremouroux , Leo Bassi e Leris Colombaioni.

Coordenou, desde 1999, o projeto "Tem Palhaço no Parque", organizando Saídas de Palhaços e oficinas, no Parque da Água Branca, em São Paulo, para o qual contou com o patrocínio do DFC – Secretaria de Estado da Cultura em 1999, 2000 e 2003.

Ajudou a fundar, em 2000, o Galpão Raso da Catarina, ao lado de Alessandro Azevedo (o Charles) e Rhena de Faria (a Blanche), com quem desenvolveu a dupla "Blanche&Spirulina".

Dirigiu "A Bruxa Zelda e os 80 Docinhos", em 1995, já utilizando a linguagem do clown, em espetáculo infantil baseado no livro de Eva Furnari. Dirigiu, também, "Devidas Pílulas – um Show de Palhaços", com os alunos da ECA-USP em 2001.

Atuou como atriz no filme de longa metragem "Narradores de Javé", com direção de Eliane Caffé.

Seus trabalhos encenados na linguagem do clown são: "Spirulina em Spathodea", direção de Naomi Silman (Lume); "Blanche&Spirulina" em "Casamento em Branco", criação de Rhena de Faria e direção da dupla;
"Blanche&Spirulina" em "Para Todas as Quedas", criação de Rhena de Faria e direção da dupla, premiado no Festival CurtaTeatro de Sorocaba, em 2002;
"Blanche&Spirulina" em "Final do Terceiro Ato", roteiro de Rhena de Faria e direção da dupla.


Principais trabalhos na TV:

"A Leoa" (1982)
"Destino" (1982)
"Salário Mínimo" (1978)
"Xeque-Mate" (1976)
"Ovelha Negra" (1975)
"Ídolo de Pano" (1974)
"Rosa-dos-Ventos" (1973)
"Meu Pedacinho de Chão" (1971)
"O Meu Pé de Laranja Lima" (1970)
"A Menina do Veleiro Azul" (1969)

Principais trabalhos no cinema:

"Narradores de Javé" - (2003)
"A Próxima Vítima" (1983)
"Janete" (1983)
"Na Estrada da Vida" (1980)



SEMME LUFTI  fez parte do Teatro dos Sete, dirigiu a peça Ópera do Malandro e atuou  em A Grande Imprecação dos Muros da Cidade, de Tankred Dorst, Direção de Gianni Ratto – Com Beatriz Segal, Carlos Augusto Strasser. No cinema esteve em O Pica-pau Amarelo e Anjo Loiro. Na televisão coadjuvou com louvor na novela Uma Esperança no Ar do SBT e na minissérie Sampa da Rede Globo. Faleceu em 1999 aos 53 anos de idade.


E mais:


Gina rinaldi esteve nos filmes No Paraíso das Solteironas, A Casa das Tentações e O Baiano Fantasma entre outros. No teatro participou das peças Angústia com Paulo Autran e Tonia Carrero e A Cozinha dirigida por Antunes Filho em 1968. Na Televisão atuou em Jeronimo, Meus Filhos, Minha Vida e Jogo do Amor- todas pelo SBT. Irmã da atriz Tina Rinaldi.


Hebe Cabral é uma atriz basicamente de teatro. Ganhou premio de melhor atriz coadjuvante por sua atuação na peça Corda Bamba, com a personagem Mulher Barbada. Na televisão esteve em pequenos, mas marcantes personagens, como em Torre de Babel, Engraçadinha e no humorístico S.O.S Emergencia em 2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário