quarta-feira, 5 de outubro de 2011

TEREZA SANTOS

TEREZA SANTOS é atriz, teatróloga e militante negra. Sua estreia no cinema foi em 1945 em O Cortiço. Na televisão estreou em Nino, o Italianinho em 1969. Apareceu com destaque ainda em Mulheres de Areia (1973), A Fábrica entre outras. Seu mais recente trabalho na televisão foi em 2000 na série Uma Aventura na Cidade.



TETÊ PRITZL descendente de húngaros, Tereza Elizabeth Pritzl, a Tetê Pritzl, nasceu no Rio de Janeiro.

Começou a carreira de atriz muito cedo: desde menina montava teatrinho em sua rua. Para entrar no Conservatório Nacional de Teatro teve que levar um alvará do Juizado de Menores e autorização dos pais.

Se formou pela Escola de Teatro FEFIE-RJ (atual UNI-RIO) e pelo Curso de Teatro Nayse Nazareth.

Sua primeira novela foi "Bandeira 2", em 1972. Depois atuou também em “João da Silva” (1973), “O Semideus” (1974), "Carinhoso” (1974), “O Espigão” (1974), “Locomotivas” (1977), “A Conquista” (1977), “Maria Maria” (1978), “Gina” (1978), “A Sucessora” (1978/79), “Marina” (1980), “Final Feliz” (1982), “Razão de Viver” (1983), “Tudo Em Cima” (1985), “Tudo Ou Nada” (1987) e “Hipertensão” (1987).

Suas atuações em “Final Feliz” e “Marina” mereceram elogios do crítico Artur da Távola:

“Coube-lhe a inicialmente menos simpática dentre as personagens jovens, a sempre amuada Adriana. A atriz não procurou simpatizar a personagem, ou dela tirar partido. Ao contrário, concentrou-se na criação da Adriana ressentida, com rigor profissional e seriedade que a destacam como uma revelação. Depois a Adriana ficou mais bem compreendida em seus traumas e tornou-se agradável. Pois também nessa fase ela mostrou leveza e doçura de que é capaz. Revelação." (Sobre “Marina”).

"Tetê Pritzl esteve perfeita ao interpretar as emoções experimentadas por sua personagem naquela cena de “Final Feliz”.

Tetê também fez participações especiais em diversos seriados, séries e especiais de TV, tais como “Ciranda Cirandinha”, “Plantão de Polícia”, “Aplauso”, “Obrigado Doutor”, "Mário Fofoca", "Caso Verdade", "Teletema", “Cena Aberta”, “Colagem”, “Decisão Pública”, “Qualificação Profissional”, “Arte das Crianças”, “Márcia e Seus Problemas”, “Aprenda a Cuidar de Seu Filho”; além de ter participado de dois episódios do Sítio do Picapau Amarelo: “Emília, Romeu e Julieta” (1979) e “O Pé de Feijão Mágico” (1981).

Como apresentadora esteve à frente dos programas “Conexão Mundial” (1977), “É Preciso Cantar” (1980) e “Cineclube” (1979).

No teatro, Tetê atuou em “Antígona” (1973), “O Único Ciúme de Emer” (1973), “Na Boca do Besouro” (1974), “A Origem” (1974), “O Curso de Amor” (1974), “O Jubileu” (1974), “Flash-Back” (1975); além das peças infantis “Dona Patinha Vai Ser Miss”, “Reinações de Monteiro Lobato”, “Peripécias da Emília”, “FLICTS” e “Apenas Um Conto De Fadas”.

No cinema, ela participou de “A Máscara e a Face” (realizado pela Escola de Teatro FEFIERJ - Curso/Cinema / 1975), “O Marinheiro” (Super 8 / 1976) e “Essa Freira É Uma Parada”, de Augusto César Vannucci (1976).

Versátil, Tetê também teve experiência em Rádio Teatro e Dublagem.

Trabalha como terapeuta holística, tendo feito cursos de Shiatsu e Cromoterapia. Atendendo nestes dois campos, ela tem um considerável número de clientes que adoram seu trabalho e a sua sensibilidade para lidar com as circunstâncias humanas que os levam a estes tratamentos.



E mais:




Yolanda Braga atuou no teatro, cinema e televisão. Protagonizou o primeiro beijo interracial da televisão brasileira, contracenando com Leonardo Vilar, na novela A cor da Sua Pele. Esteve ainda nos filmes Arrastão e Jogo da Vida e da Morte. Sua última aparição em novelas foi em 1978 em O Direito de Nascer. Desde então, não se tem notícias sobre a atriz que nasceu em 1942, no Rio de Janeiro.


Mayara de Castro é uma grande atriz e contadora de histórias. Ficou em cartaz por mais de 10 anos com a peça Filhos não vem com Manual e atuou com destaque nas peças Sonho de Uma Noite de Verão e Histórias Engraçadas Para Rir e Chorar. No cinema esteve nos filmes O Gosto do Pecado, À Flor da Pele, Viúvas Precisam de Consolo e Anjo Loiro. Seu único trabalho em televisão foi na novela Canção Para Isabel. Mayara foi casada com o ator Ewerton de Castro, com quem teve quatro filhos, entre eles a atriz Talita Castro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário